Close
    Search for HOT projects, news, people and jobs.
News — 18 May, 2022

Hub de Mapeamento Aberto em LATAM - Atualização maio 2022

Compartilhamos uma nova atualização sobre como a fase Alpha do Open Mapping Hub na América Latina está progredindo para encontrar maneiras de conectar dados geoespaciais, voluntários de mapeamento aberto e comunidades que precisam de dados e mapeamento para seus próprios objetivos.

No início de 2022, iniciamos a fase “Alpha” para aprender e co-projetar o que um Hub de Mapeamento Aberto que atende a América Latina poderia ser e fazer.

Este esforço e esta missão foi o resultado de múltiplas consultas e conversas que ocorreram com as comunidades de mapeamento aberto na América Latina durante o ano anterior, e por isso queríamos caminhar na direção que a própria comunidade nos indicou.

Hoje queremos falar sobre o progresso nesses primeiros meses do ano e como a fase Alpha do LATAM Hub começou a se firmar como mais um ator dentro do ecossistema com um objetivo claro: entender melhor como apoiar o ecossistema LATAM por meio de projetos e fortalecimento de vínculos entre comunidades, organizações e outros atores da região.

⭐️ Em 4 meses conseguimos:

  • Formar uma equipe multidisciplinar com 8 pessoas da região.

  • Priorizar e iniciar 9 projetos em nível local e regional.

  • Apoiar as necessidades das comunidades no Peru, Brasil, Guatemala, Equador, El Salvador, Honduras e Colômbia.

O que estamos fazendo?

Um dos primeiros desafios que nos propusemos foi: Quais projetos podem nos ajudar a entender como seria o apoio de longo prazo e de que pessoas precisamos para realizá-los?

Como a fase “alfa” deveria durar aproximadamente 6 meses, precisávamos nos mover rapidamente, mas também trabalhar em áreas que já eram importantes para as comunidades locais.

Por isso, abrimos um processo de contratação da equipe com uma definição muito aberta das diferentes habilidades e áreas de conhecimento que acreditávamos serem úteis. Por meio do processo de entrevista com os candidatos, trabalhamos conjuntamente no desenho de quais poderiam ser esses projetos iniciais que nos ajudariam a trabalhar em diferentes aspectos, e poder formar uma opinião sobre qual tipo de Hub é mais eficaz no apoio ao mapeamento aberto na América Latina.

As condições para estes projetos foram as seguintes:

  • Que valorizem os objetivos da fase Alfa.

  • Que valorizem alguma necessidade local em sintonia com as áreas de trabalho da HOT.

  • Que poderiam ser executados em não mais de 6 meses.

  • Que tínhamos candidatos da própria região com habilidades para executá-los.

  • Que cobrem diferentes localidades e diferentes tipos de comunidades.

  • Que abrangem diferentes níveis de projeto: projetos de campo, apoio regional geral para projetos comunitários; ou apoio a espaços abertos de aprendizagem.

Este processo levou-nos nos primeiros meses do ano, envolvendo 8 pessoas em diferentes funções e dando luz verde a vários projetos. Em um artigo futuro apresentaremos as pessoas que estão participando desta fase.

Projetos

Por falta de tempo, a própria equipe teve que tomar uma decisão sobre quais projetos iniciar e quais, mesmo com muito potencial, teriam que ficar “no forno” para serem reavaliados assim que o Hub completo tenha sido lançado.

No futuro, acreditamos que esse processo deve evoluir para que as comunidades e atores da região possam fazer parte da exploração e tomada de decisão, e é algo que acreditamos ser interessante experimentar e vivenciar.

photo54.jpg

Projetos de campo

  • Apoio metodológico e técnico à organização local Canoa de Tolda (Brasil, bacia do São Francisco) na construção e uso de drones para documentar e monitorar o risco de inundações sazonais. Status: Iniciando o projeto e coordenando com todos os atores.

  • Colaboração com o ACCLab do UNDP, OSM Guatemala e potencialmente Youthmappers, para adaptar uma metodologia local de mapeamento de resíduos sólidos nas cidades de Guatemala e Estanzuela. Status: Explorando os problemas com os atores locais.

Projetos exploração

*- *Semillero de proyectos (Viveiro de projetos): Exploração e elaboração de ideias com grupos que precisam usar dados para defender uma causa ou construir uma ação, mas que ainda não estão claros sobre como ou em que estágio usá-los ou mapear para atingir seus objetivos. Queremos que esses grupos possam ir da necessidade à concepção de um projeto que dê valor ao que eles desejam alcançar através de dados cartográficos abertos.Situação: Oficinas de exploração estão sendo realizadas com diferentes comunidades nas áreas de Cusco, San Salvador (Peru) e Medellín (Colômbia).

Apoio Regional Geral

  • Suporte geral da comunidade na América Latina: Estabelecer conversas e explorar as necessidades das diferentes comunidades, bem como identificar oportunidades de apoio e conectar diversas comunidades e grupos de diferentes países.

  • Equador: Colaboração estratégica com OpenLabEc em treinamentos para fortalecer a comunidade de mapeamento livre.

  • El Salvador, Honduras e Guatemala: Desenvolvimento e fortalecimento de comunidades de mapeamento livre na América Central e articulação com grupos, ONGs e acadêmicos com foco no apoio às mulheres migrantes.

  • Brasil: Exploração de interesses, necessidades e projetos locais, bem como contato e conexão com os diferentes grupos e comunidades de mapeamento aberto.

Nas próximas semanas estaremos postando artigos neste site com atualizações mais detalhadas sobre cada projeto.

Próximos passos

Nos próximos meses, todos esses projetos continuarão a desenvolver e documentar seus aprendizados regularmente. O resultado desses aprendizados será compilado e informará uma recomendação geral sobre quais características um Hub na América Latina deve ter para melhor apoiar todos os atores, grupos e comunidades e uma orientação sobre quais devem ser os próximos passos para os meses seguintes.

Siga-nos no Twitter e Facebook ou visite nosso site para acompanhar a evolução desta fase Alpha e como se envolver nas novas etapas desse processo.